Digital studies – Links

DIGITAL STUDIES – links

 Digital Studies

BLOGS

‘No Name’ – Anarchist Without Content

Kotsko & A. Paul Smith & B. Johnson – An und für sich

Adam Curtis – BBC

Alex Soojung-Kim Pang – The End of Cyberspace

Alexander R. Galloway’s Home Page

Andre Lemos – Laboratório de Pesquisa em Mídia Digital, Redes e Espaço

Bruce Sterling – blog| Wired

Bruno Cava –  Quadrado dos Loucos

Christian Fauré — Hypomnemata : supports de mémoire

Christopher Vitale – Networkologies

David Golumbia – Uncomputing | all your dissent are belogn to us

David M. Berry – Philosophy and critique for digital age

Douglas Rushkoff – Home

Evgeny Morozov – Net Effect

Frederic Kaplan – Neurotecnologias

Gary Hall – Bio

Geert Lovink – Net critique

Graham Harman – Object-Oriented Philosophy

Gregory Chatonsky – Flux

Hubert Guillaud – La Feuille

Jacob T. Riley – Videre Spectare

Joaquin Rodriguez – Los futuros del libro

Jodi – Archives

John Robb – Global Guerrillas

Jonatas Ferreira – Que cazzo é esse?!!

Jussi Parikka – Machinology

Kacem – Les apports de Mehdi Belhaj Kacem

Kim Pang – Contemplative Computing

Laurent Haug – blog

Lessig – Blog, news, books

Levi R. Bryant – Larval Subjects .

Luli Radfahrer – Design e criação

Nathan Jurgenson – Cyborglogy

Nicholas Carr – Rough Type

Nicolas Nova – Pasta and vinegar (eng)

Nicolas Nova – Pasta and vinegar (fr)

Olivier Ertzscheid – Science de l’information

Péter Erdélyi – ANTHEM – Estudos sobre a técnica

Pierre Levy – The Rise of the Algorithmic Medium

Pierre Levy’s Blog

Régis Debray – Médiologie

Robert Jackson – Algorithm and Contingency

Robert Jackson – Algorithm and Contingency

Simone – Música – LabCULT

Steven Shaviro – The Pinocchio Theory

Stuart Euden – Progressive Geographies

Terence Blake – Agent Swarm | Pluralism in a World of Becoming

Thimothy Morton – Ecology without nature

Vladan Joler – Share Lab

Weissman & Adkins – Fractal Ontology

Yui Yuk – Digital Milieu

 

REVISTAS – ENG / ESP / FR

Geral – Journal Rankings on Communication

Geral – Open Access Journals

Geral – Revista Comunicação – Brasil [Lista da Compós]

Geral – Open Humanities Press

À pala de Walsh

Aeon Magazine – the digital magazine of ideas and culture

Amodern – ‘Media Studies’

Archivos de la Filmoteca

Artishock

Athenea digital

Atlantic Journal of Communication

Cahiers du Cinéma

Cineaste Magazine

Cinema: Journal of Philosophy and the Moving Image

Cinética

Cinética | Cinema e Crítica

Common Knowledge

Communication +1: dialogues

Communication Research

Communication Theory

Communication Theory

Communication, Culture & Critique

Contracampo

Critical Studies in Media Communication

CTheory.net

Culture Machine

Doc-online – Revista Digital de Cinema Documentário

E-Misferica

Ephemera | Theory & Politics In Organisation

European Communication

Film-Philosophy

IAMCR | International Association for Media and Communication Research

Institute for the Future of the Book

Interact | Revista Online De Arte, Cultura E Tecnologia

Journal – NECSUS

Journal of Communication

Journal of Computer-Mediated Communication

Journal of Media Critiques

Journal of Videographic Film & Moving Image Studies

Lafuga – revista de cine

Media Theory – Journal

Media, culture and society

MIT Technology Review

New Media and Society

Novos Estudos

Platform: Journal Of Media And Communication

Political Communication

Resonancias

Revista Filme cultura | Revista Filme Cultura

Revista Imagofagia

Revista Montajes

Revue Communications

Revue Esprit

Revue Hermès, La Revue

Revue Le Temps Des Médias

Revue Médium

Revue Réseaux

Screening the Past – Journal of Screen History, Theory & Criticism

Sense of Cinema

Senses of Cinema

Sight & Sound

Space and Culture

Techné: Research In Philosophy And Technology

Technical Writing & Communication

Teknokultura

Television & New Media

The Fibreculture Journal

The Information Society

The New Atlantis – A Journal Of Technology & Society

The Political Economy of Communication

The Political Economy of Communication

Triplec: Communication, Capitalism & Critique

Visual Communication

 

Piseagrama

Society and space

Rhizome

 

Revistas – BR

Alceu

Animus

Ciberlegenda

Comunicação, mídia e consumo

Conexão: comunicação e cultura

Contemporânea

Contracampo

Cultura midiática

Devires

E-Compós

Eco-Pós

Famecos

Galáxia

Intercom

Líbero

Liinc em revista

Logos

Lumina

Matrizes

Revista Ibero CT&S

Rumores

 

Grupos / Associações

ABCIBER

ALAIC

ALCAR

ANTROPOLOGIA DA CIÊNCIA « Estudos Sociais da C & T.

CEADD | Centro de Estudos Avançados em Democracia Digital

CIDES – Centro e Estudos Simondoniano

COMPOLÍTICA

COMPÓS

COMUNICAÇÃO&POLÍTICA

CONFIBERCOM

ESOCITE.BR

Grupo de Estudos do Progresso da Tecnologia e Ciência

INCT.DD – Instituto Nacional Democracia Digital

INTERCOM

LUSOCOM

MASTERIALISMOS | Correlacionismo, ontologia e ciência na filosofia contemporânea

POLITICOM

SOCICOM

SOCINE | Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual

SOCIOTRAMAS – Grupo de Estudos

 

////

ARA – Audiovisual Research Archives

Cairn.info

Critique | Le Magazine Littéraire

É Tudo Verdade / It’s All True – Programação

Érudit

Forumdoc – Documentário e Etnográfico

Instituto Humanitas Unisinos – IHU

InternetActu.net

La Quadrature du Net

London Review of Books

Magazine | n+1

Monoskop

Observatório da Imprensa

Outras Palavras – Comunicação compartilhada e Pós-capitalismo

Persée : Portail de revues en sciences humaines et sociales

Piseagrama – Uma revista sobre espaços públicos: existentes, urgentes e imaginários

Lugar Comum – Universidade Nômade Brasil

Revista Piauí

Rhizome

ROAR Magazine

Silicon 2.0 – Plongée au coeur d’une région où l’on rêve encore de changer le monde

Slate.fr

Sternberg Press – Books

TECH – France24 – Technophile

TECH – Le Nouvel Observateur – High Tech

TECH – Magazine | Wired.com

TECH – Nouvelles technos.fr

TECH – Place de la Toile – France Culture

TECH – TechCrunch

TECH – TechCrunch France

TECH – Technology News – The New York Times

TECH – Technology News | The Guardian

The Hacker News

The MIT Press

TransObjetO – Confrontos entre o realismo especulativo e o realismo peirceano.

Ubuweb – Film & Video

VersoBooks.com

Wired – Dander Room

Zero Books || Home Page

 

 

Anúncios

HARUN FAROCKI PENSADOR E OPERADOR DE MÍDIAS – tese download pdf

 

 

HARUN FAROCKI PENSADOR E OPERADOR DE MÍDIAS

Tese de Doutorado – Ednei de Genaro (2015)

 

Download: https://drive.google.com/file/d/0B6kP_r0iBDjZZlRpRFRoc0Nvc0E/view?usp=sharing

 

farocki

Resumo

A presente tese expõe uma perspectiva da obra do cineasta alemão Harun Farocki (1944-2014) – constituída por filmes (ficcionais e documentais), ensaios, artigos, instalações artísticas, entrevistas, workshop –, a partir de suas questões e estratégias de teoria, método, trajetória estético-política, trabalho com arquivo e montagem e, por fim, naquilo que essas questões e estratégias – e a visão de mundo do autor –, contribuíram para pensar a modernidade e, especificamente, os estudos de mídia. Defendemos que sua obra, analisada globalmente, nos revela um cineasta que prima por ser um pensador e operador de mídias. Em todo o percurso da tese estaremos buscando os porquês e as decorrências deste primado, ponderando especificamente sobre: 1. A visão materialista-fenomenológica de cinema/mídias; 2. A posição ético-política enquanto gesto de reconciliação prometeu-epimeteu; 3. A noção de operar mídias enquanto um método-estilo explorando aportes horizontal, transversal e transindividual; 4. As influências, contextos e posições de autoria estética e política; 5. A dimensão específica do operar cinematográfico: Farocki como arqueólogo e montador; 6. E as contribuições de uma obra, no lugar em que ela mais movimentou questões e análises: os estudos de mídias. Tais ponderações nos levam, por fim, a pensar a dimensão tecnoestética inerente a uma obra que intercruza pensamento e operação a partir de mídias.

Palavras-chaves: Harun Farocki; Estudos de Mídia; Teoria de Mídia; Teoria do Cinema; Tecnoestética; Capitalismo; Estética; Política; Montagem; Arquivo

 

ScreenHunter_03 Jul. 23 08.29

ScreenHunter_04 Jul. 23 08.30

 

 

DISCIPLINA: CINEMA, ESTÉTICA E POLÍTICA

DISCIPLINA: CINEMA, ESTÉTICA E POLÍTICA

CÓDIGO: GCU 00270

 

PROFESSOR: Ednei de Genaro (doutorando; orientador: César Migliorin)

SEMESTRE: 2º/2011

2ª feira, de 14/18 h

“ARQUEOLOGIA POLÍTICA DAS IMAGENS E O CINEMA DE HARUN FAROCKI”

Proposta:

A disciplina visa apresentar e debater uma perspectiva de arqueologia política das imagens, partindo de estudos que assinalam as “modernizações da visão” nos séculos XIX e XX e suas relações com as tecnologias de informação e comunicação. O cinema – a imagem-movimento – é visto como componente crucial nestas modernizações. Os filmes-ensaios do cineasta alemão Harun Farocki operam e expandem a perspectiva arqueológica e permitem um vivo diálogo com diferentes autores. Propõe-se a discussão de algumas significativas obras de Farocki a respeito, seguindo três blocos de discussão centrais.

Descrição:

Segue abaixo proposta inicial de andamento da disciplina.

 BLOCO I – Século:

ESTÉTICA, TECNOLOGIA E VISÃO:

SEÇÃO 1:

Apresentação do curso: conceitos-chave

 Arqueologia; Política (Poder); Tecnologia (Materialidade); Imagem[-Movimento] (artística, analógica, digital); Espaços Urbano e Militar

 SEÇÃO 2:

Século XIX & Modernização da visão: DISPOSITIVOS DE VISUALIDADE E A ATENÇÃO

Leitura:

CRARY, Jonathan, “A visão que se desprende: Manet e o observador atento no fim do século XIX”. In: CHARNEY, Leo & Schwartz, Vanessa. O cinema e a invenção da vida moderna. [p.67-94].

–  Videos 1: ruas em metrópoles (“Belle époque”);

–  Video 2: início “A besta humana”, J. Renoir (fim da “Belle époque”);

–  Video 3: “O homem com uma câmera”, Vertov (fim da “Belle époque”).

 SEÇÃO 3:

Século XX &  Modernização tecnológica: O HOMO FABER

Leitura:

ARENDT, Hannah, “Os instrumentos e o Animal Laborans” / “Os instrumentos e o Homo Faber”. In: Arendt, A condição humana. Forense, [1958], 2007. [p.166-171].

Análise – filme “agit-prop”:

H. FAROCKI [I] – “O fogo que não se apaga” (Nicht löschbares Feuer, 1969, 25min).

SEÇÃO 4:

Século XX &  Modernização tecnológica: ARQUEOLOGIA DA MODERNIDADE SÓCIO-TÉCNICA

Análise – Filme-ensaio:

H. FAROCKI [II] – “Como se vê” (Wie man sieht, 1986, 72 min).

INTERMEZZO I

PALESTRA COM CINEASTA CONTEMPORÂNEO:

            SEÇÃO 5:

Felipe Bragança (diretor)

 SEÇÃO 6:

Século XX & Estética da modernização da visão: A EXPERIÊNCIA DO SHOCK-STOSS

Leitura:

VATTIMO, Gianni, “A arte da oscilação”. In: A sociedade transparente. Antropos, 1992, [p.51-66]. // Após: exibição do filme Antonioni, “Deserto Vermelho” (Il deserto rosso, 1964, 120 min.).

BLOCO II:

ESPAÇOS MILITARES & ARQUEOLOGIA POLÍTICA DOS DISPOSITIVOS

SEÇÃO 7:

Contemporâneo & Estética da modernização da visão: AS MÁQUINAS DE VISÃO

Leitura:

VIRILIO, Paul, A máquina de visão. José Olympio, São Paulo, 1994. [capítulo 5].

Análise – filme-ensaio:

H. FAROCKI [III] – “Reconhecer e Perseguir” (Erknnen und Verfolgen 2003, 54 min).

 SEÇÃO 8:

Análise:

Filme-ensaio:

H. FAROCKI [IV] – “Imagens do Mundo e Epitáfios de Guerra” (Bilder Der Welt Und Inschrift Des Krieges, 1988, 75 min).

BLOCO III:

ESPAÇOS URBANOS & ARQUEOLOGIA POLÍTICA DOS DISPOSITIVOS

 SEÇÃO 9:

O caráter dos dispositivos em máquinas molares e moleculares

Leitura:

DELEUZE, Gilles, “Post-scriptum Sobre as Sociedades de Controle”. IN: Deleuze, G, Conversações, 1972 – 1990. Editora 34, 1992.

 SEÇÃO 10:

Capitalismo pós-industrial & cinema

Aula com Prof.Cezar Migliorin

Leitura:

Ensaio: MIGLIORIN, Cezar, “Por um cinema pós-industrial”. Revista Cinemática, Fev. 2011.

 INTERMEZZO II

TEORIA DO CINEMA DELEUZIANA:

            SEÇÃO 11:

Bergson / Deleuze // Imagem-movimento; Imagem-tempo

 SEÇÃO 12:

Leitura & Análise:

Leitura:

AGAMBEN, Giorgio, “O que é um dispositivo?”. In: O que é o contemporâneo? E outros ensaios. Argos, Chapecó, 2009.

Filme-ensaio:

H. FAROCKI [V] – “Trabalhadores saindo da fábrica” (Arbeiter verlassen die Fabrik, 1995, 36 min).

ENCERRAMENTO:

SEÇÃO 13:

APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS FINAIS