PSICOLOGIA & TECNICIDADE

HCI [Human-computer interations] Studies

 

 

 

 

 

 

 

Nos estudos das interações humanas com a tecnicidade, a abordagem via psicologia social, principalmente, depara-se com cineastas de peso versando a respeito. São casos típicos: “Crash”, de Cronemberg e “Stranger Than Fiction”, de Marc Forster (neste último entramos na vida do incrível personagem “literário” Harold Crick vivendo – na verdade, afogando-se – nos “designs tecnológicos” na moderna Chicago).

No caso de Cronemberg poderia ser citada quase a obra inteira. O cineasta tem uma obra realmente instigante, que é analisada no artigo “The Dark Side of Metaphor: Fetish in User Interfaces”, de Alan F. Blackwell.

Do carro ao celular – os sofisticados designs tecnológicos expressam novas simbologias, simbioses, imaginários, comportamentos nos humanos. Na experiência ficcional do cineasta, o carro havia traduzido e extrapolado todos os fetiches (“Crash”), lançando transgressões, neuroses, energias libinais extremas com os objetos. No interessante artigo de Alan F. Blackwell, no entanto, um novo objeto técnico vem tomando o pódio do automóvel: o celular… “I anticipate that in the 21st century, the mobile phone could replace the automobile as the most intimate and sexualised site of moral transgression”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: