OS “CLICHÊS” DE DOUGLAS COUPLAND – POLÍTICA, TECNOLOGIA E ARTE VISUAL

DOUGLAS COUPLAND – CULTURA, TECNOLOGIA E ARTE VISUAL

Coupland (-1961) é, o mais das vezes, um artista e escritor contemporâneo. Seus livros de ficção e artes visuais estabelecem uma narrativa e construções visuais que abordam questões como: as relações sociais com a Internet, as simulações digitais, o mundo capitalista corportativo, da saturação de imagens, o universo da estética corporal. Os trabalhos do artista carregam um forte caráter crítico e refletivo sob o horizonte das tecnologias contemporâneas.

Apreciador das obras do conterrâneo canadense Marshall Mcluhan, chegou a escrever um livro acadêmico, do qual gostaria de lê-lo em mãos (ou digitalmente): “Extraordinary Canadians: Marshall Mcluhan”.

Na série de montagem fotográfica separada de “The Daily Koons” (2007), o artista parece tentar retratar de uma forma bem sintética (e explícita!) o estado do imaginário contemporâneo. Em cada montagem sobressai um fino arranjo dos jogos simbólicos, intelectuais e históricos que envolvem os temas retratados. Parece valer bem a pena acompanhar a linguagem artística de Coupland. Vejamos, pois, quatro “murais simbólicos” Coupland:

[titulações nossa; clique na imagem para expandir]

I – Estética – mundo Frankestein:

II – Do pixel, do átomo, da dna, da sedução, da hipnose.

III – Welfare States & século XXI

IV – Pharmakon – memória/esquecimento:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: