MICRO-SISTEMAS TÉCNICOS E CARTÉIS CONTEMPORÂNEOS.

Micro-sistemas técnicos e cartéis contemporâneos.


Folha de S. Paulo, 12 de janeiro de 2011 – “Ballmer prevê Windows em toda a parte”

“Seja qual for o equipamento que você usar, hoje ou no futuro, o Windows estará presente nele”, foi a previsão feita pelo presidente da Microsoft em sua palestra na véspera da abertura da CES. Steve Ballmer anunciou que a Microsoft está desenvolvendo com parceiros uma tecnologia que permitirá casar o Windows diretamente com o processador. Além de trabalhar com a Intel e a AMD, seus tradicionais parceiros, também tem como colaboradora a ARM, conhecida por seus processadores para celulares e tablets”. (RL).

A tentativa de não perder o cartel que já se alastra duas décadas, a Microsoft vem se preocupando em tornar cada vez mais micro-sistêmicas as tecnologias. Agora os softwares da empresa já virão acoplados à “matriz” dos computadores, o processador. Quem tem mente a história da informática talvez consiga lembrar várias outras tentativas, muitas, na verdade, frustadas, da empresa de Bill Gates em manter o monopólio. O saldo para ele vem sendo ainda favorável: quem, afinal, consegue sair do sistema montado pela empresa? Eu, por exemplo, havia comprado um laptop com o tal do sistema operacional Satux Linux. A princípio seria ok e até bem-vindo, mas uma semana após já havia trocado tudo, tamanho desespero por não poder instalar inúmeros programas que somente rodam com um Windows “qualquer” instalado. Que a tecnologias são sistêmicas e a informática é, por excelência, o exemplo maior disso, a Microsoft. Se no passado os teóricos do subdesenvolvimento mostraram o ‘cavalo de Tróia’ que era a revolução verde no processo de industrialização da agricultura na América Latina (ver: Milton Santos, “A totalidade do diabo”) – uma vez que os máquinas e insumos ‘doados’ pelos países ricos eram o início de uma dependência mais complexa tão logo que envolvia depois comprar pesticidas, sementes e outras máquinas – hoje, no entanto, a coisa ficou mais fina. Na dependência aos ‘insumos informáticos’, é ao nível micro que se coloca a falar do assunto…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: